A homeopatia na clínica veterinária para animais domésticos

A homeopatia é uma especialidade que trata o organismo como um todo e não um órgão específico afetado. Por exemplo na medicina alopática se um animal apresenta vômito é tratado com anti-emético, febre um anti-térmico, convulsão um anti-convulsivo e assim por diante. Esta trata o doente e não a doença. Eu explico: a consulta homeopática faz uma anamnese (abordagem clínica) completa, abrangendo sintomas mentais – emocionais, físicos e gerais. Isto ocorre porque a prática homeopática precisa de uma individualização (sintomas peculiares a cada indivíduo), como por exemplo em uma doença específica. Utilizando novamente o exemplo de convulsão que é tratado com um anti-convulsivo na medicina convencional. Convulsão é um sintoma único, porém para a medicina homeopática deve ser levado em consideração a hora que ocorre, se é periódica (de 15/15 dias ou 1 vez por mês, a cada 7 dias), se ela começa nos membros posteriores ou anteriores, esticados ou flexionados) ou na cabeça, qual o tempo de duração, o que melhora, o que agrava, se está consciente ou inconsciente, se acontece enquanto dorme ou quando está acordado, se vomita antes ou durante ou após, defeca ou urina durante, se algum fator externo como medo ou excitação estão relacionados. Atendi um cão que só convulsionava enquanto estava dormindo, outro que ficava andava cambaleante (como se estivesse bêbado) antes da crise, outro por medo de fogos, um gato que convulsionava após ser acariciado na cabeça e assim por diante. Os sintomas são valorizados individualmente. Quanto mais específico o sintoma maior o resultado terapêutico. É importante a observação do proprietário. Isto não quer dizer que se o animal for pego na rua não vai ser tratado com homeopatia. Daí é preciso observar bem os sintomas que o animal apresenta e dar o remédio que mais se assemelhe com os sintomas. Os sintomas físicos associados aos mentais (que estão relacionados ás emoções) são importantes e valorizados na hora de escolher o medicamento homeopático. Sintomas como medo (sair na rua, estranhos, altura, trovão ou fogos, água), carência afetiva mesmo recebendo afeto, ansiedade, ciúme, agressivo, inquieto, metódico, distúrbios de comportamento (auto-mutilação, habito de comer fezes, lamber as patas compulsivamente, masturbação, estresse, vingança, destrutividade entre outros. A homeopatia trata comumente casos como: Transtornos de Comportamento e de Ordem emocional (medo, inquietude, agressividade, urina involuntária, ciúme, vômito, etc), Otohematoma, Problemas respiratórios, cardíacos e reprodutivos insuficiências renais, Dermatites recidivantes e crônicas e Atopia, Alergias, Osteomielite, Artrite, Artrose, Hérnia de disco, Convulsão, Pseudociese (gestação imaginária), Cálculos vesicais e renais, Síndromes inflamatórias de repetição (bronquite, cistite, gastrite, vômitos e diaréia, etc). O proprietário é responsável por uma boa parte da anamnese devido a observação do animal em seu convívio, já que os animais não verbalizam seus próprios sintomas. Cabe ao médico veterinário durante a consulta observar atentamente os sintomas que este apresenta e relacionar aos obtidos durante a consulta.

 

Os medicamentos homeopáticos são obtidos da natureza de origem vegetal, animal ou mineral que passa por transformações que é denominado dinamização (é o processo de diluições seguidas de agitações contínuas, vigorosas e ritmadas no sentido vertical contra um anteparo rígido podendo ser feita de forma manual ou mecânica). O medicamento homeopático deve ser escolhido a partir da obtenção dos sintomas peculiares de cada animal. Estes sintomas relacionados entre si na agem na energia vital do animal e quanto mais semelhante e individualizado maior a sua ação devolvendo o equilibro ao organismo, isto é promovendo a cura dos sintomas apresentados. Sendo desta forma indispensável para uso desta terapêutica uma médico(a) pós graduado em Homeopatia (especialista) que tem conhecimentos para encontrar e prescrever o melhor medicamento para aquele indivíduo após minuciosa avaliação.

 

 

Sandra Augusta G. Pinto Graduada em Medicina Veterinária pela Universidade de Alfenas – UNIFENAS, Pós-graduada e Mestre em homeopatia pela FACIS-IBEHE, professora (docente) no curso de pós-graduação em homeopatia na Faculdade de Ciências da Saúde – FACIS. Atua na especialização de Homeopatia Veterinária de Animais Domésticos e Silvestres e na área de Clínica Geral e Cirúrgica de pequenos animais. 



Horário de funcionamento:

Segunda a Sexta - 9h às 18h *
* Por favor, ligue antes marcando horário.